O desgaste da lâmina de barbear

Decidi criar esse post para ilustrar com imagens como é o desgaste de uma lâmina de barbear através de cada uso, neste caso em específico utilizei uma lâmina Astra.

astra-double-edge-blade-detail

Fabricada na Rússia é muito conhecida e muito elogiada, foi escolhida por acaso, é uma lâmina bastante afiada e com boa suavidade no seu fio, isto é, possui uma ou mais camadas de polímeros para deixar a borda da lâmina, o fio propriamente dito, menos irritante, aproveitando a deixa, esse é um dos principais motivos  de um barbear irritante, ao estendermos demasiadamente a utilização de uma lamina, simultaneamente ela perde o fio e a camada protetora de polímero, a consequência é um barbear com muitas irritações.

Por se tratar de um dos itens mais baratos do barbear, eu evito estender o uso justamente para evitar problemas, abaixo a foto ilustra o desgaste desta lâmina.

evoluçao Astra
fotos com ampliação de 1000X

 

O primeiro uso demostra uma suavização da lâmina, o fio perde o serrilhado e isso explica por que em algumas lâminas é muito comum sentirmos ela mais confortável a partir do primeiro uso, segundo e terceiro usos mostram uma degradação maior, não fui para o quarto uso, a lâmina foi descartada, mas digo que poderia ter mais um uso ainda com conforto.

Para concluir digo que esta evolução do desgaste será sempre diferente de barba para barba, inúmeros fatores influenciam no desgaste da lâmina, o principal deles é a espessura do pelo, o qual varia de pessoa para pessoa, o barbeador, umidade e manuseio também podem influir, então essas fotos servem para ilustrar mas não significa que todas as laminas reagem da mesma forma, lembremos que o material os polímeros utilizados e a afiação fazem com que cada marca e cada modelo tenha suas próprias características.

Abraços.

  Clique no link e receba nossas atualizações
Subscribe to BarbeandoCast by Email

 

 

Anúncios

Lâmina de barbear Wilkinson

Breves impressões sobre a lâmina de barbear wilkinson brasileira

Lâmina de barbear Wilkinson Sword fabricada no Brasil em Manaus, muito barata, por volta de 3,00 por uma caixinha com 3 lâminas, alta disponibilidade é encontrada em lojas de cosméticos, super mercados e até nos bazares de bairro.

20170527_113058

É uma lamina pouco apreciada pelo pessoal do hobby, eu particularmente acho razoável, tem afiação mediana e suavidade também, uso por uma ou no máximo duas vezes e consigo bons barbeares, lembrando que cada barba uma sentença, então o assunto lâmina é sempre muito subjetivo, talvez em barbas mais grossas e pele sensível o desempenho seja ruim, em fim, teste e tire suas conclusões, é o que sempre digo.

Vem embalada em papel manteiga e sem pontos de cola, muitas lâminas vem com pontos de cola para garantir que ela não fique solta no envelope, isso demonstra cuidado.

20170527_113641_Richtone(HDR)

As digitais na lâmina são minhas eu usei essa para a próxima foto onde comparo o fio de uma lâmina com 2 usos e esta zero quilometro.

WILKINSON

É nítida a diferença no desgaste

Pra finalizar digo mais uma vez, é uma lâmina razoável com alta disponibilidade, então numa necessidade é fácil de achar e você não vai ficar sem se barbear, eu usaria no dia a dia, mas com apenas 1 uso e depois descarto.

Nota final 5

 Clique no link e receba nossas atualizações
Subscribe to BarbeandoCast by Email

 

Lâmina de barbear Derby Extra

Lamina de barbear Derby Extra, fabricada na Turquia é barata e com alta disponibilidade no mercado brasileiro, algo em torno de 13,00 a 15,00 reais por 50 peças, cerca de 0.30 centavos por lâmina. É uma boa lâmina para quem esta começando, tem muitos apreciadores e muitos que a detestam, não há um consenso sobre ela, eu particularmente gosto muito, é uma lâmina medianamente afiada mas muito suave, atinge-se essa suavidade recobrindo a lâmina com camadas de polímeros deixando assim a parte do fio menos agressiva. No meu tipo de barbear eu uso ela por no máximo 2 vezes, mas isso sempre viria muito, depende do barbeador, da técnica (peso da mão) da espessura do fio da barba, da pele que pode ser mais ou menos sensível, em fim, as variáveis são muitas, para mim 2 usos com conforto e lixo. Minha nota final será relativamente alta em função da alta disponibilidade aqui nosso mercado, 6.0 recomendo para iniciantes e para barbeadores mais agressivos.

Opiniões dos membros do Blog

@kellalbuquerque “A Derby pra mim foi uma lâmina bem intrigante. Ela é famosa em blogs, fóruns e afins como possivelmente a lâmina mais confortável e menos afiada entre todas as conhecidas. A primeira vez que tentei usá-la foi num navalhete, e o resultado não foi bom, porque, apesar de sentir a lâmina “macia” na pele, cortava muito pouco os pelos. Porém, algum tempo depois, resolvi testar no barbeador mais agressivo que tenho aqui, uma Muhle R101 2011. O pensamento inicial foi: “bem, se a lâmina é mais confortável e menos afiada, então pode formar um belo par com esse barbeador ultra agressivo”. No meu caso, foi uma ideia certeira. A combinação ficou excelente, e me deu um barbear muito rente, e mais confortável que consegui até então, nesse barbeador. A parte intrigante é que eu testei na Edwin Jagger DE89 e aí já não gostei do resultado. Enfim, não sei exatamente como estão os preços agora, mas, a julgar pela última vez que vi (em sites brasileiros), acho que vale a pena o teste. Logicamente, há quem odeia esta lâmina (olá, André… Hehehehe), então o único modo de saber se ela será boa em seu rosto é testando. Se eu mantiver a R101 por aqui, com certeza a Derby estará entre as lâminas mais usadas nela.”

derby
Foto do Gume da lâmina

 Clique no link e receba nossas atualizações
Subscribe to BarbeandoCast by Email