6 Dicas Para um Barbear Melhor na Região do Pescoço! #5 e #6

Continuando o post anterior, agora vamos finalizar o assunto, não leu as dicas anteriores? Clique aqui

Dica # 5 – Finalizando!

Aqui é uma parte bem importante de todo o processo: Enxágue e limpe bem o seu rosto, a fim de retirar qualquer resíduo de sabão que tenha ficado sobre a pele. Muitas vezes, aquelas espinhas estranhas que aparecem horas depois do barbear são causadas por resíduos de sabão que acabam entupindo os poros. Passe bastante água no rosto (pode ser quente ou fria). Se você sofre muito com problemas assim, é interessante passar algum tônico sem álcool, pois ele limpa bem os poros e, se conter aloe vera, ajuda com o processo de recuperação.

Após isso, você também pode passar um bloco de alúmen de potássio, que é antisséptico e auxilia o fechamento dos poros, além de estancar quaisquer cortes ou pontos de sangue. Nem todos vão gostar de usar alum e nem todos concordar em relação a sua efetividade, porém, mais uma vez, isso fica a critério de cada um; no fim das contas, o ideal é você usar aquilo que mais lhe agrada e não o que a maioria diz que é bom ou deve ser feito.

Dica #6 – Pós Barba

De qualquer forma, se você teve problemas com irritação ou cortes, o mais indicado seria a utilização de um balm pós barba ou algo sem álcool como componente principal do produto. Normalmente, balms tendem a dar uma sensação mais “pegajosa” na pele, consequentemente, eles provém mais hidratação e alívio à irritação causada pela lâmina. Balms são particularmente bons se você tem a pele muito seca, vive em regiões secas ou frias.

Também é possível pensar em um tônico com pouco álcool, ai invés de um balm ou um pós barba com alto teor de álcool. Produtos como Lucky Tiger Face Tonic  ou Thayers Witch Hazel são bastante aclamados pelo público em geral.

Dica aleatória: Se você sofre em demasia com cravos, espinhas ou pelos encravados, algumas pessoas conseguiram bons resultados ao esfregar delicadamente uma escova de dentes (macia, o ideal é que seja uma infantil) na área afetada por uns 30 segundos, antes de dormir. Isso esfolia a pele o suficiente para que o pelo encravado consiga sair normalmente do folículo.

E você? Tem alguma dica para barbear que não falamos aqui?

Deixe seu comentário abaixo!

Se achou estas dicas úteis, por favor, compartilhe e nos ajude a crescer!

Obrigado!

Clique no link e receba nossas atualizações !!!
Subscribe to BarbeandoCast by Email

6 Dicas Para um Barbear Melhor na Região do Pescoço! #4

Continuando o post anterior, segue a quarta dica, não leu as anteriores? Clique aqui

Dica #4 – Técnica (Essa parta é longa, mas importante)

Pode parecer fora da realidade ou até bizarro, mas fazer a barba com bastante frequência pode ajudar bastante a diminuir a irritação. Mas por quê? Simples, quanto maior é o pelo, maior pode ser a dificuldade em cortá-lo. Faça o teste, barbeie todos os dias ou, pelo menos, dia sim-dia não. Eis aqui mais um pouco de subjetividade: Considere fazer a barba uns 20 minutos depois de levantar, mas antes de tomar café da manhã ou faça a barba antes de ir deitar. Não há explicação para isso, mas pode ser que ajude alguns.

Se você começar a fazer a espuma primeiramente na região do pescoço, dará o maior tempo possível para que o pelo absorva água, ficando mais hidratado e macio, isso talvez melhore um pouco o seu barbear. Os primeiros movimentos de passagem dever ser, obrigatoriamente, no sentido do crescimento do pelo, lembrando sempre que não se deve fazer força alguma com o aparelho, deixe o peso da máquina fazer o serviço para você, além disso, para muitos é automático repetir o movimento em cima de uma região já barbeada, evite fazer isso. Mantenha o foco em movimentos pequenos e consecutivos.

Resista ao impulso de repetir o movimento no mesmo lugar infinitas vezes!

Se o crescimento do pelo é circular (redemoinhos), tente encontrar algum tipo de padrão e mantenha-se nele, você só vai descobrir o melhor caminho e a forma adequada de barbear essas regiões através de tentativas, portanto, não desista.

Os aparelhos modernos, de cartuchos, eles são desenvolvidos de forma a compensar a pressão exercida em seus cabecais, porém, há um limite para isso, mesmo que você use um desses, tente não fazer tanta pressão! Agora, se você estiver usando uma safety razor, é bom lembrar de usar pouca ou nenhuma pressão na hora de fazer a barba. Independente do aparelho que você estiver usando, segurá-lo pela parte inferior do cabo, isso ajudará a reduzir a pressão exercida e melhora a utilização do peso do próprio aparelho. Uma alternativa é segurar o aparelho no ponto de gravidade ou ponto de balanço, no entanto esta forma pode não funcionar muito bem com todos os aparelhos.

Os aparelhos modernos ajustam as lâminas em um ângulo específico, determinado pelos fabricantes, porque são montados de forma a tentar generalizar e encontrar o ângulo ideal para a maioria das pessoas. Logo, não há muito o que possa ser feito no sentido de ajustar o ângulo na hora de barbear. Por outro lado, se você usa safety razors, é possível alternar o ângulo em que a lâmina tocará a pele. Nesse caso, para a região do pescoço, tente usar um ângulo mais aberto, enquanto barbeia o pescoço. É claro que o pescoço é uma região repleta de curvas e dobras, mas há algumas formas que podem lhe ajudar a manter a pele esticada, dependendo da região a ser barbeada.

Muitas pessoas (a grande marioria) pensam que é necessário esticar a pele para ter um barbear rente, mas o que é realmente necessário é manter a pele o mais reta possível. Mesmo que pareça a mesma coisa, não é. Esticar a pele em demasia é algo mais simples do que parece e essa é a receita para o surgimento de pelos incravados e ocorrências de irritação.

Uma forma de manter a pele reta e plana abaixo do pescoço é incinar a cabeça para trás, assim você estica a pele apenas o necessário. Depois, incline a cabeça para frente, como se fosse encostar o queixo no peito, para barbear as áreas abaixo da mandíbula (você vai ficar parecendo estranho, mas lembre-se, ninguém está vendo você barbear).

E o pomo de adão (vulgo gogó)? As formas mais comuns de contornar essa região são: Tente engolir um pouco de saliva, ao fazer isso, tente segurar na posição que está, assim terá tempo de passar a lâmina. A mais simples e mais comum é que você estique um pouco a pele para os lados, podendo passar a lâmina sem muitos problemas. Lembrando: não estique demais a pele.

Terminada a primeira passagem no sentido do crescimento do pelo! Parece bom o suficiente para você ou algumas partes não ficaram tão legais assim? Isso é normal, aplique novamente a espuma e faça mais uma passagem ainda no sentido do pelo.

Claro que, por outro lado, se você gosta de um barbear mais rente, aplique a espuma novamente, mas agora tente barbear perpendicular ao crescimento do pelo (across the grain). Nunca esqueça de ficar atento à pressão exercida com o aparelho e tente fazer pequenas passagens, sem repeti-las seguidamente na mesma região.

Finalizada a segunda passagem, passe suavemente os dedos pelo rosto e verifique como está! Já é o suficiente? Não? Então reaplique a espuma e se prepare para outra passagem across the grain, mas, dessa vez, faça no sentido oposto ao da primeira. É possível tentar uma passagen contra o pelo, mas é bom lembrar que um “BBS”, barbear de bunda de bebê talvez não seja possível, se você tem problemas para barbear o pescoço…

Se mesmo depois de tudo isso, sobraram algumas partes do rosto com as quais você não está satisfeito, dá para tentar algumas outras coisas. Primeiramente, este se chama “J-hook”, basicamente, o que você deve fazer é, em pequenas passadas, fazer um movimento de gancho com o aparelh, pequenas passagens bem curtas, sem força, apenas tocando o rosto. Essa técnica é bastante efetiva nas laterais do pescoço, abaixo da mandíbula. Em segundo lugar, você pode tentar o que chamamos de “blade buffing”, que consiste em passagens bastante curtas, rápidas e em pequenas áreas repetudamente, esse é particularmente bom para a região abaixo do queixo.

TOME CUIDADO: As duas técnicas apresentadas acima devem ser feitas com cuidado e calma, não se afobe durante o barbear – afobação é a receita para tragédia -, também não esqueça de sempre aplicar espuma na região em que passarás o aparelho, faça cada uma delas apenas uma vez. Se, mesmo com tudo isso, você ainda tiver regiões que não estão legais, deixe de lado, sério! Pelo menos nesse barbear.

Continua no próximo post…

Clique no link e receba nossas atualizações !!!
Subscribe to BarbeandoCast by Email

6 Dicas Para um Barbear Melhor na Região do Pescoço! #3

Continuando o post anterior, segue a terceira dica, não leu as anteriores? Clique aqui

Dica #3 – Espuma

Se você faz uso de um produto enlatado, é interessante que repense agora a utilização destas coisas. O que vou falar não serve apenas para espumas de barbear enlatadas, mas qualquer coisa que saia de uma lata pressurizada tem e tendência a ressecar a pele em função do propelente utilizado nestes produtos. Nesse sentido, e agora falando das espumas, os fabricantes precisam adicionar algum composto químico lubrificante ao produto, para compensar o ressecamento causado pelo propelente. Se isso ainda não é suficiente; você já parou para ler a lista de ingredientes destas espumas? Lembre de uma coisa, cada ingrediente a mais dentro do produto é uma coisa a mais para sua pele sofrer algum tipo de reação. Então, para fazer a barba, pelo menos use alguma coisa que venha em tubos, sem propelentes.

Na minha opinião, você deveria usar um bom creme de barbear ou sabão de barbear, utilizando um pincel para a sua aplicação. O uso do pincel de barbear e um bom produto espumógeno é uma boa forma de manter a água sobre a pele do rosto. O pincel ajuda a remover restos de pele morta e sujeira, além de encobrir todos os pelos da região. Tudo isso pode demorar um pouco mais, mas o esforço é recompensador.

file8761257957201

Tente usar água fria para fazer a barba. Para alguns, a água fria pode melhorar o barbear na região do pescoço. Essa ajuda se dá pelo fato de que a água quente tende a dilatar mais os poros e fazer com que a pele fique mais “mole”, aumentando as chances de pequenos cortes e vermelhidão em algumas partes do rosto. [Eu solucionei 90% dos meus problemas de irritação na região do pescoço depois que comecei a utilizar água fria, além disso, durante o verão é muito mais agradável e tranquilo *nota do tradutor)

Mesmo assim, é interessante que você mesmo faça vários testes: Tente usar a água morna do banho para preparar a pele e depois barbeie com água fria ou tente todo o barbear com água fria, desde o preparo até a rotina pós barba. Apenas através de testes você será capaz de verificar o que funciona melhor. Sempre tenha em mente, o que funciona pra mim, não necessariamente funcionará para você.

Continua no próximo post…

Clique no link e receba nossas atualizações !!!
Subscribe to BarbeandoCast by Email

6 Dicas Para um Barbear Melhor na Região do Pescoço! #2

Continuando o post anterior, segue a segunda dica, não leu a primeira? Clique aqui

Dica #2 – Preparação Para o Barbear

Barbear no sentido do crescimento do pelo é uma noção básica durante o barbear e particularmente importante, ao usar um aparelho mutilâminas, como o Mach 3. Ao utilizar uma safety razor, esta ideia é um pouco menos importante – nesse caso, você pode modificar um pouco o sentido da safety razor e seguir o crescimento predominante do pelo, sem se preocupar com cada uma das possíveis mudanças que existem pelo caminho -, mas ainda é importante sempre lembrar que o barbear não se define à remover toda a barba de uma só vez; a ideia é reduzir a barba em cada uma das passagens.

A direção em que o pelo da barba cresce, muitas vezes, não é nem um pouco intuitivo, quando falamos da região do pescoço, muitas vezes os pelos crescem de forma circular, os famosos redemoinhos. Compreender e observar como o pelo cresce na região do seu pescoço é de extrema importância e é, também, o primeiro passo para superar problemas ao barbear essa área. Uma dica é deixar a barba crescer por um ou dois dias, então, com a ajuda de um espelho, deslize os dedos suavemente pelo rosto, dessa forma, poderá sentir a direção em que os pelos crescem em determinados locais. Feito isso, você pode fazer flechas em cada uma das partes do mapa como na figura a segruir

facediagram

Dessa forma, você conseguirá entender e decidir qual é a melhor forma de barbear cada uma das regiões indicadas.

A preparação da pele da região do pescoço é, muitas vezes, deixada de lado: umedecer a área com água morna e limpar a pele com algum produto específico é importante aqui, muito mais importante, se você sofre com problemas de foliculite ou pelos encravados na região do pescoço. Tente uma boa limpeza de pele antes de colocar uma lâmina afiada sobre ela. Atualmente, alguns produtos do mercado internacional não estão disponíveis no mercado brasileiro, porém alguns produtos conhecidos por todos nós como ACH , Lucky Tiger , Grooming Lounge ou Proraso Sensitive Skin Pre-Shave Cream funcionam muito bem. [nota da tradução].

Alguns de vocês também podem achar que aplicar um óleo pré barba na região do pescoço, após o preparo apropriado) ajuda a combater a irritação. Após a devida limpeza, mantenha a pele úmida, aplique o óleo e então prossiga com a aplicação da espuma. Alguns bons óleos pré barba são Pacific Shavin oil , Village Barber Shave Oil  são óleos para barbear, mas funcionam bem, se utilizados em conjunto com a espuma de barbear -, The Art of Shaving Pre-Shave Oil e Taconic Pre-Shave Oil  são outros.
Continua no próximo post…

Clique no link e receba nossas atualizações !!!
Subscribe to BarbeandoCast by Email

6 Dicas Para um Barbear Melhor na Região do Pescoço! #1

Caros esta é mais uma tradução do blog Sharpologist e como é um post bastante grande resolvemos dividir cada dica em um post separado.

Espero que gostem

6 Dicas Para um Barbear Melhor na Região do Pescoço!

giraffe-720x578

Problemas para barbear a região do pescoço são, historicamente, “algo doloroso”, para todas as pessoas que precisam fazer a barba. Bom, aqui vão algumas estratégias que podem melhorar o seu barbear na região do pescoço.

BARBEANDO O PESCOÇO – UM CAMINHÃO DE PROBLEMAS

 Barbear o pescoço pode ser realmente um pé no saco. Há inúmeros problemas que podem afetar que está se barbeando, incluindo os pelos encravados, irritação, machucados, etc, fazendo com que não se tenha um barbear agradável, suave e consistente. Bom, aqui vamos atacar alguns desses problemas com estas seis dicas.

Dica # 1 – O Aparelho de Barbear e a Lâmina

Muitos usuários com problemas para barbear a região do pescoço alegam que usar um aparelho com pouca exposição de lâmina (máquinas suaves) em conjunto com uma lâmina bastante afiada pode melhorar bastante o barbear.

Os aparelhos multi lâminas possuem algumas variáveis que, dado seu design, interagem com a pele e o formato do rosto, no entanto, aparelhos com menor quantidade de lâminas e o cabeçal móvel são, geralmente, mais tranquilas quando se trata de barbear o pescoço. As lâminas e os ângulos dos aparelhos são algo pronto, que já vem de fábrica, nesse sentido, é interessante que você procure por algumas alternativas, afinal, não há apenas uma marca de aparelhos de barbear no mercado.

Então, os cabeçais móveis podem ser realmente legais para barbear a região do pescoço, proporcionando uma certa consistência aos barbeares, porém, não podemos esquecer que o pescoço é, fatalmente, uma região delicada e cada lâmina a mais em contato com a pele representa maior chance de, ao final, você ter irritação ou pelos encravados. Portanto, considere sair um pouco dos produtos amplamente divulgados no mercado e procure um aparelho com menos lâminas (preferencialmente apenas uma lâmina) ou um aparelho de barbear antigo, conhecido como “safety razor”, com apenas uma lâmina.

Há uma curva de aprendizado, quando trata-se da ideia de fazer a barba com uma safety razor, mas depois que você pegar o costuma, vai conseguir ótimos barbeares com ela. Ademais, lâminas “double edge” ou as antigas “gillettes” custam muito menos, se comparadas aos cartuchos descartáveis produzidos atualmente.

img_0517

Os aparelhos de barbear antigos exigem um pouco mais de atenção aos detalhes durante o barbear, em contrapartica, oferecem maior flexibilidade de uso: existem inúmeras opções de agressividade e infinitas possibilidades de lâminas (lâminas do tipo gillette podem parecer iguais, porém há várias possibilidades das mesmas serem afiadas e cobertas por algum polímero). Algumas lâminas consideradas de alta performance são: Polsiver; Kai e Feather.

Algumas pessoas obtiveram bons resultados utilizando slant safety razors, pois elas não cortam os pelos de forma direta, mas em um ângulo – como uma guilhotina. À primeira vista, uma slant safety razor pode ser intimidados para alguns.

Safety razors ajustáveis, como Merkur Progress, Parker Variant ou Rockwell 6C são outra opção. A exposição da lâmina nestes aparelhos pode ser ajustada para maior ou menor agressividade, dependendo da região a ser barbeada. É importante dizer que as ajustáveis podem ser um pouco problemáticas, pois há uma tendência dos usuários iniciantes ficarem mudando a posição repetidamente e não costumarem-se a apenas o ideal a cada um.

Por fim, nos últimos anos foram desenvolvidos alguns aparelhos chamados “single edge” com cabeçais móveis, como os cartuchos comprados em farmácias. Alguns deles são a “One blade e One Blade Core”, Focus Dynamic e a Gillette Guard. Dá pra dizer que estes oferecem o melhor dos dois mundos, com a consistência de performance de um aparelho de cabeçal móvel e a redução das chances de haver irritação ou pelos encravados já que utilizam apenas uma lâmina.

Continua no próximo post…

Clique no link e receba nossas atualizações !!!
Subscribe to BarbeandoCast by Email