Dicas para barbear

Você que está procurando formas de um barbear bem feito, menos problemas com irritações, pelos encravados, foliculite e um barbear agradável seu lugar é aqui!
Quando pensamos em barbear, normalmente se tem a ideia de que a modernidade dos aparelhos multilâminas (mach3, fusion e similares) com espumas de lata ou mesmo aparelhos elétricos trará esses benefícios, mas após gastar rios de dinheiro descobre-se que nada disso trouxe melhoras ou qualidade do barbear.
Aqui nesse blog você encontrará algumas dicas para melhorar seu ritual do barbear.
Primeiramente esqueça os aparelhos e espumas de lata acima mencionados, e vamos voltar ao tempo dos nossos avôs e pais dependendo da idade deles.
Para um bom barbear precisamos voltar ao ritual do barbear clássico, ou seja, preparar a pele, ter uma boa espuma, uma boa lâmina e um bom pós barba.
Se formos elencar todas as possibilidades nesses casos iríamos escrever páginas e mais páginas e não esgotaríamos todas as possibilidades, assim, nesse prefácio daremos algumas dicas para quem quer ter um bom e prazeroso barbear, mas acompanhe as novidades no nosso blog ou mesmo participe pedindo informações ou sugerindo matérias que vamos tentar atender todos os pedidos.
O que se precisa para um bom barbear:
1) preparar a pele, lavando o rosto com água morna com sabão próprio para o rosto ou mesmo sabonete de glicerina para tirar a poluição e a oleosidade excessiva, outra alternativa é fazer após o banho.
2) ter um bom creme ou sabão de barbear, para quem está iniciando e quer testar temos produtos de custo mais baixo que permite iniciar o barbear clássico, citamos os cremes da bozzano, gillette, palmindaya e alfalok´s;
3) ter um pincel de barbear nesse caso para não se fazer altos investimentos pode começar com um pincel de cerdas de javali da ômega e semogue, que podem ser encontrados no mercadolivre ou na forlords a custo bem amigável;
4) ter um aparelho de barbear (safety razor), de início se recomenda aparelhos suaves (closed comb) e temos várias marcas, podendo ser merkur, muhle, edwin jagger, gillette (aparelhos antigos) ou mesmo um paz em gaya que é feito artesanalmente aqui no Brasil. O custo do barbeador vai variar bastante, sendo que se tiver paciência pode importar, ou tentar encontrar um aparelho usado com custo mais baixo;
5) lâminas double edge, no Brasil não encontramos muita variedade de lâminas, mas encontramos wilkinson, bic, dorco, derby, feather, gillette azul, lord e algumas outras marcas, sendo que nesse caso o melhor é testar e ver o que mais lhe agrada, aqui novamente compensa a paciência de importar as lâminas, pois, são muito baratas e consegue-se melhor qualidade dos que as disponíveis no mercado;
6) loção pós barba ou balm de acordo com o gosto pessoal.
Tendo esses produtos, você já poderá iniciar seu aprendizado para ter um barbear melhor e mais agradável.
De início recomendamos que inicie sua experiência em momento que tenha um tempo tranqüilo na sua rotina diária, para que consiga extrair o melhor da sua experiência, pois, tentar se barbear com pressa nos primeiros dias fatalmente vai lhe trazer uma má experiência e possivelmente com alguns pequenos cortes.
Antes do banho ou enquanto prepara suas coisas para o barbear coloque o pincel com os pelos imerso em água fria ou morna.
Após ter lavado o rosto ou ter tomado um bom banho, comece preparando sua espuma, pegando um pequeno potinho colocando uma boa quantidade do creme escolhido (uma quantidade equivalente a uma falange do dedo costuma ser suficiente, adicione algumas gotas de água e com o pincel já escorrido comece a produzir a espuma, se notar que a espuma está aguada é sinal que exagerou na quantidade de água ou não escorreu bem o pincel, nesse caso basta adicionar mais um pouco de creme e conseguirá uma espuma ideal, caso a espuma não esteja desenvolvendo no potinho é sinal de falta de água bastando adicionar água aos poucos para conseguir uma espuma de qualidade.
Feita a espuma utilize o pincel para espalhar pelo o rosto, e após bem espalhada a espuma inicie o barbear fazendo suaves e curtos movimentos com o barbeador em linha reta pelo rosto, sempre lavando o barbeador quando a espuma tiver acumulada.
Como o barbeador tem lâmina para ambos os lados vá alternando os lados ao longo do barbear.
Terminada a passada a favor do fio repita a operação fazendo as passadas laterais e por fim repita fazendo no contra pelo se assim preferir.
Concluído o barbear lave o rosto com água fria, seque com uma toalha limpa sem esfregar a pele e aplique seu pós barba escolhido.
Esse é apenas um singelo resumo das dicas de como se barbear, faremos novas matérias para sanar as dúvidas daqueles que estão curiosos com as dicas para se barbear melhor e em breve postaremos vídeos tutoriais para ensinar a fazer espuma e se barbear.
Ficamos por aqui e agradecemos a visita, façam seus cadastros para receberem nossas atualizações e nos mandem suas dúvidas.

 

Clique no link e receba nossas atualizações !!!
Subscribe to BarbeandoCast by Email

Anúncios

INICIANDO O BARBEAR COM NAVALHAS

No final do ano passado acabei adquirindo uma navalha C.V. Heljestrand Eskiltuna M***k, N° 31 que apesar de estar em bom estado precisava passar por afiação e limpeza.

Quando comecei a ler sobre o uso de navalhas e descobri que seria necessário ter strop e futuramente pedras de afiação para manutenção do fio da navalha acabei ficando desmotivado e anunciei essa navalha para ser vendida ou trocada.

Passado os meses sem surgir interessados em negociar a navalha acabei ficando em dúvida sobre o que fazer com ela, foi quando em conversas com o amigo Elson acabei ficando novamente instigado a testar o uso de navalhas e enviei para ele fazer uma limpeza e afiação.

Esse era o estado da navalha antes de passar pelos cuidados do @carvalhosilva1 (Elson)

A navalha retornou assim:

Ver essa navalha limpa e afiada e deixou imensamente feliz pelo seu estado e me programei para fazer o primeiro teste com ela em um dia com calma.

Como nunca sequer tinha usado navalhete tudo era novidade e iniciei meu primeiro barbear em uma manhã tranqüila e com certa apreensão diante do desconhecido, mas que rapidamente foi dissipada nas primeiras passadas que se mostraram muito eficientes e seguras.

Segui o barbear até terminar a primeira passada a favor dos pelos, acabei empolgando e tentei fazer a passada contra que não seria recomendado para novatos como o meu caso, mas que com o devido cuidado consegui realizar com êxito.

Terminado o primeiro barbear observei ter cometido algumas falhas por imperícia que causaram alguns arranhões no rosto, mas ao longo do dia notei que não tinha nenhum tipo de irritação na pele.

No dia seguinte decidi tentar novamente a me barbear com a navalha e os resultados foram ainda melhores, sendo que a partir do terceiro barbear seguido já não cometi os pequenos erros que cometi nos dois primeiros e tive um resultado impressionante o que me levou a prosseguir essa saga quase que diariamente.

Desde o primeiro contato com navalhas há quase um mês atrás só tenho utilizado navalhas e posso dizer que fico sempre muito satisfeito com os resultados, já que com o pouco de técnica que consegui em apenas 2 passadas tenho um BBS sem nenhuma irritação ou mesmo cortes.

Para aqueles que tem a mesma dúvida que eu tinha antes de testar navalhas digo que não dá o trabalho que eu imaginava, muito menos exige um arsenal de acessórios em um primeiro momento, bastando ter um bom strop já conseguirá manter o fio por um tempo considerável antes de partir para adquirir uma nova navalha ou mesmo pedras.

 Clique no link e receba nossas atualizações
<a href=”https://feedburner.google.com/fb/a/mailverify?uri=Barbeandoblog&amp;loc=en_US”>Subscribe to BarbeandoCast by Email</a>

Lápis Hemostático

lapishemostatico

Aqui não farei uma avaliação desse produto, sendo essa imagem apenas uma referência.

Para aqueles que não conhecem, esse lápis é um adstringente e hemostático que estanca rapidamente pequenos ferimentos causados durante o barbear.

A utilização é muito simples, basta molhar a ponta do lápis e esfregá-lo pressionando sob o ponto de sangramento que o irá cessar como num passe de mágica.

Se tivesse que recomendar um kit de produtos para um iniciante, com certeza incluiria o lápis dentre os produtos recomendados, pois, resolve imediatamente os problemas com aqueles pequenos mas persistentes pontos de sangramento que eventualmente afloram após o barbear.

Vou deixar aqui um vídeo que ilustrara bem os vario tipos e tamanhos e como usar!

 

Safety Razor Emir Karl Engels Solingen

Essa máquina adquiri do confrade Elson do BTB que me alertou que ela era muito agressiva.

Ao receber essa máquina alemã que foi fabricada entre as décadas de 20/40 veio a grata surpresa da sua beleza e estado de conservação.

 

 

 

Deixei para fazer o teste pela manhã, mas me esqueci de separar uma lâmina no dia anterior e acabei tendo que fazer um teste com uma lâmina feather que achei que podia deixar ela ainda mais arisca.

Instalada a lâmina me surpreendi pela grande exposição da lâmina como podem ver na imagem abaixo:

Feita uma ótima espuma com o sabão RR Don Marco do qual já fiz uma avaliação aqui parti para o barbear.

Nas primeiras escanhoadas essa maquininha já surpreendeu pela sua suavidade e eficiência.

Terminei a primeira passada com um barbear muito rente e sem irritações e segui para a segunda passada já direto no sentido contrário.

Ao terminar a segunda passada estava com um barbear ultra rente sem irritações ou cortes restando apenas alguns poucos retoques.

No final desse dia pude ter noção da eficiência já que a barba estava muito menor do que habitualmente está.

Hoje fiz o segundo uso dessa máquina e novamente o resultado foi surpreendente como a primeira impressão.

Durante algum tempo usei a muhle R41 2013 diariamente e comparando com essa máquina digo que essa é mais eficaz todavia mais suave, mas não dá para se enganar com a sensação de suavidade que ela transmite porque com essa exposição de lâminas é uma máquina que não perdoa excessos, pressão excessiva ou descuidos.

No meu caso que gosto de máquinas agressivas fiquei muito satisfeito  com essa aquisição, pois além de ser uma relíquia mostra-se muito efetiva no seu uso.

 Clique no link e receba nossas atualizações
Subscribe to BarbeandoCast by Email

Sabão de barbear Razor Rock – Don Marco

Razor Rock – Don Marco, esse foi o primeiro sabão que pude experimentar da RR e  no meu íntimo esperava um sabão mediano já que custa apenas US$ 7,00 e trás em destaque o fato de ser uma fórmula vegan o que me causava um preconceito imaginando se tratar de um sabão com pouca proteção.

A composição indicada pelo fabricante: Ingredients: Stearic Acid, Aqua (Water/Eau), Cocos Nucifera (Coconut) Oil, Potassium Hydroxide, Sodium Hydroxide, Fragrance(Parfum), Sodium Carbonate, Citral, Limonene, Linalool.

O primeiro teste que fiz foi também o primeiro uso da minha safety razor single edge da ikon “el jefe”, e parti para o teste temeroso do resultado.

O primeiro contato com esse sabão ao abrir seu pote despertou uma grande curiosidade porque sua fragrância é fantástica tendo como notas Bergamota e Neroli, traduzindo numa fragrância refrescante e puxada para o cítrico.

Mas ao iniciar o uso veio a grande surpresa! Um sabão que é carregado rapidamente no pincel e que aos primeiros movimentos no bowl espalha a agradável fragrância pelo banheiro na mesma velocidade que a espuma vem surgindo abundantemente.

Mas a suas qualidades não acabam aqui, ao se barbear esse sabão promove uma boa proteção com um excelente acolchoamento, e ao terminar o barbear deixa uma gostosa sensação de limpeza e hidratação na pele, mantendo uma suave fragrância na pele bem tratada por ele.

Concluindo esse sabão é um dos que não quero deixar faltar aqui em casa, dada às suas qualidades e o ótimo custo benéfico. Num dos próximos posts falarei da experiência com a single edge Ikon el jefe.

 Clique no link e receba nossas atualizações
Subscribe to BarbeandoCast by Email

 

 

 

Barbeador – Muhle R41/R101

Fiz a descrição dessa máquina como R41/R101, porque na realidade são a mesma coisa, a diferença está exclusivamente no cabo, mas o cabeçal é idêntico em ambos os modelos.

Se olharem avaliações/reviews dessa safety razor, verão que muitos a chamam de shark por se tratar de uma máquina de pente aberto (open comb) considerada uma das mais agressivas máquinas produzidas.

Esclareço que essa fama de agressividade veio com o modelo 2011 que era diferente da grande maioria das que encontramos a venda atualmente que são do modelo de 2013, o modelo 2011 tinha maior exposição de lâmina e dai veio sua fama.

Já o modelo 2013, foi reduzida a exposição de lâmina o que a tornou digamos um pouco mais suave, mas ainda assim é uma máquina considerada muito agressiva.

As safety razors produzidas pela Muhle tem acabamento primoroso, o que lhes garante muita beleza ao comparar com outras marcas, assim, a R41 não é diferente nesse quesito como podem observar das fotos adiante.

r41
Muhle R41
r41-2
Destaque do cabeçal
r41-11-13
Esquerda R41 – 2011                   Direita R41 – 2013

Feitas essas considerações, passarei a discorrer sobre o modelo de 2013 que é o modelo que tenho e testei.

Essa máquina foi a terceira safety razor que adquiri e foi utilizada diariamente por mim por um bom tempo e tornou-se uma minha máquina double edge favorita, de maneira que com um pouquinho de técnica e cuidado permite excelentes barbeares, mesmo utilizando-se lâminas muito afiadas como a Feather.

Trata-se de uma máquina de 03 (três) peças, que permite a instalação da lâmina com muita facilidade sem maiores riscos de desalinhamento na sua instalação.

Usando mínima pressão durante o barbear ela proporciona um barbear muito rente com poucas passagens, o que diretamente impõe redução de irritação na pele no pós barbear.

Não recomendo essa máquina para iniciantes diante da sua agressividade e principalmente por não permitir descuidos com pressão excessiva durante o barbear, mas com um pouco de técnica, com certeza é um ótimo investimento pela sua eficiência e pelo seu acabamento.

  Clique no link e receba nossas atualizações
Subscribe to BarbeandoCast by Email

Loção pós barba Proraso Verde

Está ai um produto me deixou muito satisfeito.

A fragrância é descrita com eucalipto e mentol, mas achei que traz também um pouco de hortelã.

No quesito de fragrância esse ASL traz um frescor muito agradável e animador para dias quentes. Um verdadeiro estimulante para começar o dia!

Mas o grande desempenho mesmo ficou no tratamento da pele que a deixou macia e a recuperou muito bem depois dos testes feitos com barbeares bem rentes e mais agressivos, deixando ainda uma sensação de limpeza muito agradável.

Esse é um produto que não quero deixar faltar na minha coleção.

A linha de produtos italianos tem se mostrado um tiro certeiro pela qualidade em todos os sentidos.

 Clique no link e receba nossas atualizações
Subscribe to BarbeandoCast by Email