Dicas para barbear – fazendo espuma

Aprenda a fazer uma espuma de barbear, deixe de gastar fortunas com espuma enlatadas!

Amigos hoje é dia de vídeo para os iniciantes, um vídeo rapido sobre como fazer uma ótima espuma de barbear.

Clique no link e receba nossas atualizações !!!
Subscribe to BarbeandoCast by Email

Deixe eu comentário, sua dúvida e sua sugestão !

 

Abraços.

Roberto

Dicas para barbear

Você que está procurando formas de um barbear bem feito, menos problemas com irritações, pelos encravados, foliculite e um barbear agradável seu lugar é aqui!
Quando pensamos em barbear, normalmente se tem a ideia de que a modernidade dos aparelhos multilâminas (mach3, fusion e similares) com espumas de lata ou mesmo aparelhos elétricos trará esses benefícios, mas após gastar rios de dinheiro descobre-se que nada disso trouxe melhoras ou qualidade do barbear.
Aqui nesse blog você encontrará algumas dicas para melhorar seu ritual do barbear.
Primeiramente esqueça os aparelhos e espumas de lata acima mencionados, e vamos voltar ao tempo dos nossos avôs e pais dependendo da idade deles.
Para um bom barbear precisamos voltar ao ritual do barbear clássico, ou seja, preparar a pele, ter uma boa espuma, uma boa lâmina e um bom pós barba.
Se formos elencar todas as possibilidades nesses casos iríamos escrever páginas e mais páginas e não esgotaríamos todas as possibilidades, assim, nesse prefácio daremos algumas dicas para quem quer ter um bom e prazeroso barbear, mas acompanhe as novidades no nosso blog ou mesmo participe pedindo informações ou sugerindo matérias que vamos tentar atender todos os pedidos.
O que se precisa para um bom barbear:
1) preparar a pele, lavando o rosto com água morna com sabão próprio para o rosto ou mesmo sabonete de glicerina para tirar a poluição e a oleosidade excessiva, outra alternativa é fazer após o banho.
2) ter um bom creme ou sabão de barbear, para quem está iniciando e quer testar temos produtos de custo mais baixo que permite iniciar o barbear clássico, citamos os cremes da bozzano, gillette, palmindaya e alfalok´s;
3) ter um pincel de barbear nesse caso para não se fazer altos investimentos pode começar com um pincel de cerdas de javali da ômega e semogue, que podem ser encontrados no mercadolivre ou na forlords a custo bem amigável;
4) ter um aparelho de barbear (safety razor), de início se recomenda aparelhos suaves (closed comb) e temos várias marcas, podendo ser merkur, muhle, edwin jagger, gillette (aparelhos antigos) ou mesmo um paz em gaya que é feito artesanalmente aqui no Brasil. O custo do barbeador vai variar bastante, sendo que se tiver paciência pode importar, ou tentar encontrar um aparelho usado com custo mais baixo;
5) lâminas double edge, no Brasil não encontramos muita variedade de lâminas, mas encontramos wilkinson, bic, dorco, derby, feather, gillette azul, lord e algumas outras marcas, sendo que nesse caso o melhor é testar e ver o que mais lhe agrada, aqui novamente compensa a paciência de importar as lâminas, pois, são muito baratas e consegue-se melhor qualidade dos que as disponíveis no mercado;
6) loção pós barba ou balm de acordo com o gosto pessoal.
Tendo esses produtos, você já poderá iniciar seu aprendizado para ter um barbear melhor e mais agradável.
De início recomendamos que inicie sua experiência em momento que tenha um tempo tranqüilo na sua rotina diária, para que consiga extrair o melhor da sua experiência, pois, tentar se barbear com pressa nos primeiros dias fatalmente vai lhe trazer uma má experiência e possivelmente com alguns pequenos cortes.
Antes do banho ou enquanto prepara suas coisas para o barbear coloque o pincel com os pelos imerso em água fria ou morna.
Após ter lavado o rosto ou ter tomado um bom banho, comece preparando sua espuma, pegando um pequeno potinho colocando uma boa quantidade do creme escolhido (uma quantidade equivalente a uma falange do dedo costuma ser suficiente, adicione algumas gotas de água e com o pincel já escorrido comece a produzir a espuma, se notar que a espuma está aguada é sinal que exagerou na quantidade de água ou não escorreu bem o pincel, nesse caso basta adicionar mais um pouco de creme e conseguirá uma espuma ideal, caso a espuma não esteja desenvolvendo no potinho é sinal de falta de água bastando adicionar água aos poucos para conseguir uma espuma de qualidade.
Feita a espuma utilize o pincel para espalhar pelo o rosto, e após bem espalhada a espuma inicie o barbear fazendo suaves e curtos movimentos com o barbeador em linha reta pelo rosto, sempre lavando o barbeador quando a espuma tiver acumulada.
Como o barbeador tem lâmina para ambos os lados vá alternando os lados ao longo do barbear.
Terminada a passada a favor do fio repita a operação fazendo as passadas laterais e por fim repita fazendo no contra pelo se assim preferir.
Concluído o barbear lave o rosto com água fria, seque com uma toalha limpa sem esfregar a pele e aplique seu pós barba escolhido.
Esse é apenas um singelo resumo das dicas de como se barbear, faremos novas matérias para sanar as dúvidas daqueles que estão curiosos com as dicas para se barbear melhor e em breve postaremos vídeos tutoriais para ensinar a fazer espuma e se barbear.
Ficamos por aqui e agradecemos a visita, façam seus cadastros para receberem nossas atualizações e nos mandem suas dúvidas.

 

Clique no link e receba nossas atualizações !!!
Subscribe to BarbeandoCast by Email

BarbeandoCast – Episódio 4B

Como prometido eis a segunda parte do nosso podcast onde falamos sobre nossos causos e nossas histórias nesse hobby de fazer a barba, obrigado a todos que participaram e até o próximo episódio!

Você que segue nosso blog pode participar também esse é o link do nosso grupo do Telegran onde gravamos o podcast

https://t.me/joinchat/DgVlJ0RhCyyZ676huh1eVg

Deixe sua sugestão de assunto nos comentários!

Abraços

Clique no link e receba nossas atualizações !!!
Subscribe to BarbeandoCast by Email

BarbeandoCast – Episódio 4A

Amigos mais uma episódio do nosso BarbeandoCast, hoje o assunto são nossos “causos” e e nossas histórias dentro do hobby, e como muitas pessoas deixaram seus relatos, resolvi dividir em duas partes, então não deixe de ouvir a segunda parte!

 Você que segue nosso blog pode participar também esse é o link do nosso grupo do Telegran onde gravamos o podcast

https://t.me/joinchat/DgVlJ0RhCyyZ676huh1eVg

Deixe sua sugestão de assunto nos comentários!

Abraços

Clique no link e receba nossas atualizações !!!
Subscribe to BarbeandoCast by Email

A história do barbear – documentário

Amigos esse vídeo é muito interessante, fala sobre a história do barbear, desde os primórdios até os dias de hoje, mostra a evolução dos produtos e principalmente dos barbeadores, para nós do Wetshaving essa “evolução” dos barbeadores é bastante discutível, há de fato muita tecnologia, e muito investimento, tornando os barbeadores caros e por mais incrível que pareça não tão bons como a boa e velha Gillette, mas isso é assunto para outro post.

O vídeo é um documentário americano e esta dublado em espanhol, então da para entender muito bem.

Se gosta do nosso blog clique no link e receba nossas atualizações!!
Subscribe to BarbeandoCast by Email

 

Pedra Hume na rotina pós barba

Como utilizar a Pedra Hume depois de se barbear

O alúmen de potássio é o principal constituinte da pedra-ume (BR)/pedra-hume (PT), historicamente chamada pedra alúmen, essa pedra tem literalmente mil e uma utilidades, depois eu vou relacionar algumas, agora eu vou escrever um pouco sobre sua utilização no barbear ou melhor no pós barbear. Toda vez que nos barbeamos, a lâmina, seja de uma “Gillette” ou seja de uma navalha, abre nossos poros e nesse processo pode causar alguma irritação, é por esse motivo que é recomenda uma rotina pós barba, como forma de assepsia e fechamento dos poros que começa lavando-se o rosto agua fria e também deve ser realizada em sequencia utilizando ou um balm ou um tônico ou uma loção ou até mesmo todos, também podemos usar a tal Pedra Hume que possui excelente efeito adstringente e cicatrizante, propriedades do alúmen de potássio. Esta pedra pode ser encontrada na natureza e também pode ser fabricada, alias a maioria encontrada por ai são produzidas em laboratório, não sei dizer exatamente a diferença entre ambas, mas quando você procurar mais sobre a utilização dela no barbear vai encontrar recomendações para dar preferencia as naturais.

20170506_121449_Richtone(HDR)

Como eu utilizo? ao finalizar o barbear eu lavo o rosto e com ele ainda molhado passo a pedra por todas as áreas barbeadas durante uns 30 segundos, você sentirá pinicar e arder principalmente nos pontos que você irritou mais a pele, isso é ótimo para você conhecer os pontos mais delicados do seu rosto e assim aprimorar a sua técnica a cada barbear, em seguida lave o rosto de novo, e você percebera que toda e qualquer oleosidade no seu rosto vai embora, então se você tem pele seca, use pouco ou evite a pedra, eu altamente recomendo que em seguida você utilize um balm, para re hidratar e tratar a pele, o efeito depois é muito bom, uma outra qualidade da pedra hume é seu efeito hemostatico, se cortou e esta sangrando, da-lhe pedra hume, esfregue ela no corte até que estanque o sangramento, geralmente é muito rápido.

Ingredientes.

20170506_121517_Richtone(HDR)

Onde encontrar e quanto custa? Geralmente você encontra em farmácias e lojas de produtos de beleza e estética, inclusive tem liquida e em pó, a pedra mesmo não é muito comum, e pode ser adquirida pela internet, o preço é em torno de 13,00 a 25,00 varia bastante de marca para marca.

Também pode ser adquirida em forma de bastão, esta da foto comprei no Aliexpress por 2$ é muito pratica!

Quando comecei a me barbear da forma tradicional eu usava ela diariamente, hoje uso 1 ou duas vezes por semana, e recomendo muito sua utilização.

E como prometido lá no inicio vou deixar aqui algumas de suas inúmeras utilidades.

Pedra hume como Anti-transpirante
Tratamento de aftas
Esfoliação corporal
Cicatrizante
Tratamento de estrias
Pedra hume para deixar a vagina apertadinha
Pedra Hume para rachadura nos pés
Acabar com frieira

http://www.dicasdouro.com/2016/04/pedra-hume-conheca-seus-beneficios.html

Duvidas, sugestões e correções deixe seu comentário!

Abraços.

Clique no link e receba nossas atualizações
Subscribe to BarbeandoCast by Email

Pincéis de barbear Sintéticos – Uma dica para os novatos, ou não!

Boa noite, Senhoras e Senhores wet shavers.

Eu sou usuário de pincéis sintéticos, porém ontem à noite usei um pincel de texugo (2 band badger) pela primeira vez. Então hoje pensei em algo simples, porém pouco falado, ou pouco explicado, para ser mais exato. É fácil imaginar a diferença entre um pincel feito de fibras naturais e um pincel feito de fibras sintéticas. No entanto, qual a relação; quais os benefícios? [O que existe além do espaço comum sobre eles?].

É importante termos em mente que os pincéis sintéticos evoluiram absurdamente e, aqui, serei bem breve, eles deixaram de ser semelhantes às escovas de dente e ganharam características próprias. Simples assim, pois esse não é o foco do texto.

Todavia, muitos acham que pincéis sintéticos não conseguem espumar bem todos os sabões, muitos também reclamam em função da liberação de água, a qual é rápida demais, sem controle, simplesmente “despeja” a água. E isso é verdade. Uma fibra natural apresenta porosidades, tais porosidades retém água e a liberam através da pressão entre o rosto/bowl e as fibras. Cerdas sintéticas são lisas, por isso é normal a água escorrer rapidamente e, ainda mais, se colocá-lo apoiado no balcão, ocorrer acúmulo de água e espuma na base do nó.

Como solucionar o “problema”? Em primeiro lugar, não se pode sair dizendo que é um problema, quando se trata de uma característica. Se você tem um aparelho mais agressivo e ele irrita a pele, não dá para colocar a culpa no aparelho sem pensar na técnica aplicada.

Pincéis sintéticos não precisam ser colocados de molho, tampouco precisam ter o loft inteiro imerso em água. A parte importante, a parte responsável por reter água – e aí a mágica dos plisson/plissoft/sintéticos modernos – são as pontas, a partir delas que é possível controlar o montante de água no pincel.

Dito isso, há dois caminhos possíveis: um deles é apenas molhar as pontas em água corrente ou na água da pia; a outra, minha favorita, é aproveitar a água colocada na parte de cima do sabão, sim, aquela água em que deixamos o sabão de molho. Retira-se o excesso e então começa o carregamento. “Mas, Fred. Assim vai ficar seco demais…” – Não tem problema, você pode adicionar água à vontade, até encontrar a consistência ideal para a sua espuma.

E aqueles sabões difíceis de espumar?

Já ouvi dizer que alguns sabões só fazem boa espuma se usar pincel de javali, outros, se usar pincel de texugo e por aí vai. Na verdade, a qualidade da espuma vai depender da paciência, da carga e da melhoria em relação à técnica. No início é mais difícil, sim, mas é questão de hábito, em pouco tempo já se adquire prática.

fique sempre ligado nas nossas atualizações!!

Clique no link e receba nossas atualizações !!!
Subscribe to BarbeandoCast by Email